Resenha: Ponto de ruptura + Sem saída -Anne Holt Muller

Sinopse:Narrado pelo Governador e uma mulher em busca de seu filho roubado.
Enquanto uma terrível Guerra implodia por todo o mundo, arrasando-o em um massacre sangrento e sem misericórdia, Triebsand tinha planos para todos e não recuaria, mesmo que precisasse recorrer aos métodos mais brutais e cruéis existentes. Em meio a devastação de seu país, Seline Dunkel perdeu no campo de batalha o homem com quem acabara de se casar; grávida e sozinha, ela tenta se reerguer enquanto cuida da mãe doente quando é raptada pelo líder da poderosa Organização e obrigada a entregar seu filho não nascido.
Enclausurada em um lugar terrível e há sete meses sem ver a luz do sol, ela conhece um homem do outro lado da parede que lhe dá forças o suficiente para continuar e que a ajuda a fugir daquele pesadelo. Quando finalmente consegue escapar com a ajuda do estranho, ela parte em busca do filho sem nenhuma pista de para onde a criança arrancada dos seus braços foi levada ou de quem ele se tornou.
No presente, Faust lida com seus segredos e o relacionamento com Kathleen que sua falta de memórias desencadeia, seguido por uma nova série de eventos que a coloca em perigo mais uma vez e os aproxima de formas inesperadas, conectando-os quando nunca estiveram tão distantes e mostrando a ela uma pessoa que ela não conhecia.
E tudo o que ele sempre escondeu ao longo de sua vida começa a vir à superfície.

O livro, que seria o último da trilogia, é dividido em três partes, e a primeira é a que mais aborda a visão de Faust perante algumas cenas que já vimos nos livros anteriores, e também daqueles que não conhecíamos, de quando ele era mais novo até.

Acho isso muito bom e essencial pro enredo do livro, Faust provavelmente é taxado como vilão e uma pessoa extremamente ruim para aqueles que lêem a trilogia, embora seja meu favorito, e isso esclarece algumas coisas.

Somos apresentados também a visão de novos personagens, alguns até que não conhecíamos, e eu gostei bastante disso também, sabe, sair da visão apenas da Kathleen.

Demora alguns capítulos (praticamente a parte um inteira) para sermos apresentados ao momento atual, que se deu no final mesmo do segundo livro, que é 2018, dez anos após tudo, e vemos como se passaram as coisas.

Faust se passa como morto, mas mora abaixo da casa de Kathleen, que já tem uma filha e vive uma boa vida com Thomas, no começo já é possível sentir uma mudança em Faust. Vemos Kathleen e Faust se juntarem novamente, quando essa corre risco de vida, querem a matar, e ela precisa da ajuda de Faust, então eles partem juntos.

É possível sentir ao ler uma fusão de sentimentos entre Faust e Kathleen, o espírito deles não se bate, mas mesmo assim, algo os atrai, e devo ser uma das únicas que shippa, mas eu acho o "amor" (nem sei se pode ser chamado disso) deles bastante carregado de emoções.

Esse livro é um choque, meu Deus. Mais pessoas renascendo das cinzas, segredos sendo descobertos, há relações vindo a tona e também revelações, eu com certeza surtei bastante enquanto lia. A escrita de Anne está mais intensa nesse livro, principalmente ao se tratar de Kathleen e Faust, o que significa que ela quebra mais ainda nosso coração.

O final foi o maior choque, faz com que você fique sem reação, e em minha opinião foi muito bem elaborado. Respirei e engoli o choro, mas não adiantou porque chorei do mesmo jeito (😂😂😂) foi cada surto que dei no chat da Anne.

Nunca gostei tanto de um final, mas ao mesmo tempo fiquei no chão, destruída. Esse seria o fim, mas graças a Deus, Anne fará uma continuação, que realmente será o último, li algumas páginas, e sinto que vou morrer quando ler ele inteiro (rindo de nervoso), ansiosa estou, e a própria escritora colocou em seu Instagram alguns quotes.

Em uma conclusão final de "Ponto de ruptura", posso dizer que é um livro carregado de emoções, sentimentos, mentiras, ação, revelações e muito envolvimento.

Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟 (5/5)

Conto "Sem saída"
É um pequeno conto, que se passa tempo depois dos acontecimentos do final, e nos mostra como tudo ficou, e também preenche algumas lacunas.

É um impacto também, cada revelação lá, de ver o que realmente aconteceu depois daquele final, e é impressionante, e até mesmo assustador, Anne com a escrita mais intensa do que nunca, nos instiga a querer mais da história, nos perguntar sobre alguns outros personagens e questionar o caráter de outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário