Resenha: Proibido - Tabitha Suzuma


Sinopse: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Esse foi mais um livro que eu comecei a ler com muitas espectativas, e todas foram compridas.

Vi esse livro a algum tempo, em uma recomendação literária de um Instagram, e simplesmente me interessei muito pela trama, estava muito ansiosa para ler.

O jeito com que a escritora conduz a história é o mais intrigante, o modo tão natural com o qual ela trata do tema, que é um tanto diferente.

É um livro digamos que um tanto... Emocionante! Há cenas que realmente retratam uma realidade dura com a qual os dois irmãos mais velhos tem que lidar.

Maya e Lochan são os irmãos mais velhos, e desde que o pai abandonou a família, são eles que cuidam dos irmãos, levando na escola, alimentando, dando banho e outras coisas que os pais fazem, além de lidar com os problemas de humor dos mesmos.

Ou seja, Maya e Lochan são os verdadeiros pais, enquando o pai está com uma nova família e a mãe bebe todos os dias e só pensa em si e em seu namorado.

Chega a um certo ponto, que Maya e Lochan começam a nutrir um sentimento diferente do que deviam sentir, dada a todas as circunstâncias. Os mesmos tentam lutar contra esse sentimento até não poderem mais, aí começam a assumi-lo e vemos a batalha de ambos para poder viver o que gostariam, poder sentir o que gostariam, mas as escondidas, com responsabilidade para não prejudicar os irmãos mais novos, já que os dois eram a única coisa que eles tinham, literalmente.

É uma leitura que realmente vale a pena, um romance diferente de todos que estamos acostumados.

E vale ressaltar que esse também é um outro livro que entrou em minha lista de favoritos!

Avaliação: 📕📕📕📕📕 (5/5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário