Resenha: Interator-Quando o game e a realidade se confundem -Alexandre Almeida de Oliveira


Sinopse: Marcelo é um adolescente expert em computação, mas sua família vive em grandes dificuldades financeiras e, para piorar, ele ainda sofre bullying na escola onde estuda, passando quase todo o seu tempo fantasiando com uma vida melhor. Tudo começa a mudar quando o rapaz descobre que uma empresa de games chamada 'Assertiva' está para lançar um game de interatividade absoluta - ou seja, através de um equipamento (a câmara de interação) o jogo é inserido na mente do jogador, o que lhe traz sensações físicas de estar dentro do jogo, como suor, dor e cansaço. Tentando fugir de sua vida e de si mesmo, sorrateiramente Marcelo altera a programação da máquina, pede um teste e se "tranca" no mundo da fantasia. Apenas Fábio, seu pai, é quem poderá salvá-lo e ele será desafiado em seus próprios limites na missão de resgatar Marcelo do mundo da fantasia e trazê-lo de volta à realidade. Porém, Fábio precisará superar muitas barreiras emocionais e preconceitos desde que abandonou a família. 'Interator: quando game e realidade se confundem' é um livro emocionante que reúne problemas contemporâneas do uso de tecnologias com as antigas e complexas interações familiares.

Primeiramente, tenho que começar dizendo que o modo como o escritor misturou diversos elementos e em momento algum nada se embolou foi surpreendente. Vemos os sentimentos de cada um dos personagens, a ação de tudo o que acontece no livro e a emoção tudo juntos, e isso é evidente. O escritor, Alexandre, misturou um pouco de cada coisa: romance, aventura, ficção entre outros e criou um mundo fantástico. Além de que o protagonista, Marcelo, não se envolveu apenas amorosamente, também foi mostrado seus laços paternos e maternos, o que é meio raro de se encontrar em livros atuais. Marcelo, é um menino, muito inteligente, mas a inteligência que vêem nele não chega nem aos pés do que ela realmente é. Com tudo dando errado, a volta de seu pai que nunca havia aparecido em toda a sua vida, uma mãe que fere seus sentimentos e é pobre que se diz rica, dificuldades financeiras e na vida amorosa, além das dificuldades nos ciclos de amizades atingem Marcelo como um impacto, e o garoto, apenas um adolescente, se vê encurralado, tendo como último recurso um game de realidade aumentada. Percebemos nesse livro, que a mente humana pode ser frágil e incrívelmente inteligente ao mesmo tempo, o que, pode ser perigoso. Acredito que não achei pontos negativos no livro, além de me identificar muito com a escrita e achar que a trama e os personagens foram muito bem construídos. Sem dúvidas, foi uma ótima leitura, com um tipo de tema um tanto original, que não vemos muito. Avaliação: 📕📕📕📕📕 (5/5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário