Resenha: Atormentada –Jeannine Garsee




Sinopse:Rinn é uma garota bipolar, que mantém o transtorno sob controle com a ajuda de medicação. Ela mora com a mãe e estuda no Colégio River Hills, onde dizem que a piscina é assombrada por Annaliese, uma adolescente que se afogou ali vinte anos antes. Quando coisas terríveis começam a acontecer aos seus colegas e não a ela, Rinn promete descobrir por que não pode ser “atingida” pelo espírito de Annaliese. Ela consegue fazer contato com o fantasma, que não se mostra nada pacífico. Ao descobrir o motivo, Rinn pede ajuda para seu namorado Nate, e elabora um perigoso plano para descobrir a verdade. Logo realidade e fantasia se confundem, até Rinn perceber que é quase impossível diferenciá-las. Diante de uma força malévola que ameaça a vida de todos de quem ela gosta, Rinn se pergunta se de fato pode confiar no que sente ou se está novamente perdendo o contato com a realidade.

Gente, pense naquele livro que quando você termina chega até a bater aquela tristeza, por falta dos personagens, da história e tudo o resto, Atormentada me deixou assim, com uma vontade de quero mais.

No começo, o fantasma de Annaliese é apenas uma brincadeira, que todos zoam, mas isso começa a se tornar sério e Rinn é a primeira a realmente notar, e é claro, as pessoas duvidam dela por conta de seu transtorno.

Vemos também bastante culpa pela parte de Rinn, por conta do que aconteceu no casamento de sua mãe, de Frank, um padrasto que considerava como pai, e por conta da morte da mãe desse, da qual a garota amava muito.

Rinn acaba criando bastante afeto por Nate, porém tenta ir com calma no relacionamento, não quer voltar a ser o que era antes.

A garota, apenar de tomar remédios, às vezes escuta vozes, o que a deixa pior.

É uma história de tirar o fôlego, que te prende do início ao fim, você quer saber o desfecho assim que vai lendo cada página, e com certeza está entre meus favoritos desde que terminei-o.

Avaliação: 📕📕📕📕📕 (5/5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário