Resenha: Sobreviventes do caos -Bianca Gulim

Sinopse: Em um mundo distópico, no ano 2323, após ser quase dizimada por um vírus mortal e pela guerra, a raça humana tenta se reestruturar. Com poucos recursos disponíveis, a humanidade encontra-se dividida em grupos que vivem de acordo com regras impostas por seus líderes.
Celine cresceu nesse ambiente hostil e se tornou líder dos guerreiros de seu povo após a morte de seus pais. Seu grupo se envolve em diversos conflitos e a jovem precisa tomar as decisões que julga corretas para garantir a sobrevivência de seu povo, enquanto se envolve num forte romance, do qual tenta se manter afastada.
Aos poucos, ela descobre mais sobre as pessoas que a cercam e percebe que, quando se trata de lutar pela própria vida, poucos são previsíveis. Só os mais fortes sobrevivem, e os mais fortes normalmente são os mais crueis. Nesse ambiente, o mais difícil é saber quem realmente está ao seu lado e quem é um traidor.
Será Celine capaz de manter sua benevolência frente à tanta violência que a rodeia? Seu coração terá espaço para a paixão, cercado de tanto ódio?
Prepare-se para muita adrenalina e romance nesse primeiro livro da trilogia 2323. Você vai perder o fôlego!

Assim como o título diz, eles realmente são sobreviventes do caos.

A história é contada no ponto de vista de Celine, líder dos guerreiros, e Júlio, seu irmão, que por sinal a treinou desde pequena, que é responsável por deixar as pessoas em segurança e lidera-las.

Celine é o tipo de mulher forte, independente, cheia de si e que sabe se defender, mas de qualquer modo, há um romance no meio e até um triângulo amoroso.

O livro trás toda uma ação, mistérios, traições, mortes e um pouco de romance também, uma bela distopia, que nos deixa sem fôlego do início ao fim e também tem um final extremamente impactante.

Anseio muito pelo próximo livro, que com certeza Bianca Gulim ira me impressionar bastante assim como nesse.

Avaliação: 📕📕📕📕📕 (5/5)

Um comentário: